História

Fundação da AIP

Associação Industrial Portuense, por Decreto Régio da Rainha D. Maria II

1849
Criação da primeira Escola Industrial em Portugal

Publicação do Jornal da Associação Industrial Portuense

1852
Apoio na criação do Banco Aliança e de um banco hipotecário.
1854
Realização da Primeira Feira Industrial.
1856
Inauguração da Grande Exposição (Palácio da Bolsa)
1861
Organização da 1.ª Exposição Internacional, no Palácio de Cristal
1865
Início de organização regular de feiras setoriais (têxtil, materiais de construção, metalomecânica, alimentação…)
1958
Inauguração da EXPONOR
1987
Início do serviço de apoio à internacionalização às empresas, hoje denominado Business on the Way.
1990
Obtenção de estatuto de Câmara de Comércio e Indústria do Norte de Portugal
1997
Mudança de designação para Associação Empresarial de Portugal e criação da Exponor Brasil
1999
Aprovação da AEP como Organismo Intermédio
2008
Constituição da Fundação AEP
2009
Constituição da CIP

Confederação Empresarial de Portugal.

2011
Adesão à EEN Enterprise Europe Network.
2015
Lançamento do projeto Novo Rumo a Norte
2016
Breve historial

Em maio de 1849 foi fundada a AEP - Associação Empresarial de Portugal (antiga Associação Industrial Portuense), com o objetivo de "desenvolver e aperfeiçoar a industria - instruir e educar as classes laboriosas - introduzir entre nós auxílio mútuo e o melhoramento da condição dos operários - e todas as vantagens legaes que a indústria possa obter d'uma tal reunião".

A Associação iniciou de imediato a sua atividade lançando o primeiro número de uma publicação de informação industrial e tecnológica, "O Jornal da Associação Industrial Portuense" e abrindo as portas, dois meses depois, da primeira instituição de ensino profissional portuguesa, a "Escola Industrial Portuense" pioneira do ensino técnico oficial instituído pelo governo no final desse ano.

Neste início de atividade, dedica-se também a outros grandes empreendimentos que ficaram profundamente ligados à história da cidade do Porto e à da indústria portuguesa. Casos, por exemplo, do papel determinante da Associação no desenvolvimento do ideal mutualista, no estabelecimento de algumas instituições bancárias e no lançamento de feiras e exposições industriais.

Em 1854, cria a Caixa de Socorros Mútuos mais tarde designada Caixa de Crédito Portuense. No campo da atividade financeira, a AEP apoiou ainda a criação do Banco Aliança e de um banco hipotecário.

Ainda na sua primeira fase, a AEP teve também um capítulo histórico no domínio da organização de feiras industriais. Em 1856 é inaugurada, na sede da AEP, a primeira exposição permanente. Estes primeiros certames funcionariam como um excelente ensaio para a grande exposição de 1861, inaugurada no Palácio da Bolsa, na presença de D. Pedro V.

A atividade da Associação ao longo dos seus 170 anos de existência tem-se centrado sempre nos diversos vetores de atuação estabelecidos nos seus primeiros Estatutos, atrás citados: a defesa dos interesses da indústria portuguesa, a divulgação de informação económica e tecnológica, a formação profissional e a promoção dos produtos e serviços portugueses.

Hoje é a maior associação empresarial de Portugal, com o estatuto de Câmara de Comércio e Indústria, desenvolvendo um amplo trabalho de apoio às atividades económicas portuguesas em diversas áreas e de defesa e promoção dos interesses da comunidade empresarial.

A AEP tem sido um parceiro privilegiado dos governos na discussão dos assuntos relevantes para o desenvolvimento da economia portuguesa, com assento no Comité Económico e Social Europeu. Os seus serviços em prol do desenvolvimento são reconhecidos, sendo Membro Honorário das Ordens do Infante D. Henrique e de Mérito Agrícola e Industrial (Classe Industrial).

 
Os Presidentes

31.   Luís Miguel Magalhães Ribeiro​ | Desde 15 de julho de 2019

30.   José Paulo Sá Fernandes Nunes de Almeida | 2014 -2019

29.   José António Ferreira de Barros | 2008-2014

28.   Ângelo Ludgero da Silva Marques | 1985-2008

27.   António Luís Amorim Martins | 1984-1985

26.   Jorge Adolfo Quintela de Almeida Ferreirinha  | 1982-1984

25.   Francisco de Nápoles Ferraz de Almeida e Sousa | 1974-1982

24.   Mário de Sousa Drumond Borges | 1937-1974

23.   Francisco Xavier Esteves (2.º mandato) | 1919-1937

22.   Luís Firmino de Oliveira | 1917-1918

21.   Francisco Xavier Esteves (1.º mandato) | 1914-1917

20.   Félix Fernandes de Torres | 1910-1914

19.   Henrique Carvalho de Assunção | 1910

18.   António da Silva Marinho | 1908-1910

17.   António Francisco Nogueira | 1903-1908

16.   António Alves Calem Júnior | 1901-1903

15.   António José Gomes Samagaio | 1899-1901

14.   Diogo José Cabral | 1899

13.   Alfredo da Fonseca Meneres | 1898-1899

12.   Francisco José Nogueira | 1897-1898

11.   António Manuel Lopes Vieira de Castro | 1897

10.   Jacinto da Silva Pereira de Magalhães (2.º mandato) | 1896-1897

9.     Adolfo da Cunha Pimentel | 1893-1895

8.     Jacinto da Silva Pereira de Magalhães (1.º mandato) | 1891-1893

7.     Tomás António de Oliveira Lobo | 1872-1890

6.     Vicente Ferreira Pacheco | 1868-1871

5.     António Bernardo Ferreira | 1859-1867

4.     José da Silva Passos | 1856-1858

3.     José Vitorino Damásio | 1855-1856

2.     José Frutuoso Aires de Gouveia Osório | 1854-1855

1.     Joaquim Ribeiro de Faria Guimarães | 1852-1854

Área Reservada

Eventos

Ver Todos os Eventos >>

Torne-se associado

A AEP oferece aos seus Associados uma série de vantagens nos serviços que presta.

Associe-se à AEP!

Redes Sociais


Siga-nos no Linkedin