AEPortugal

Associação Empresarial de Portugal

Terça-feira, 19 de Junho de 2018.Visitante

Login Pedido de Informação Imprimir

 

 

AEPortugal

Informação Económica

Formação

 

AEP Projetos

 

Feiras

Internacionalização

Enterprise Europe Network

Qualidade

Ambiente e Energia

S S T

Sistemas de Incentivos

Jurídico

AEPortugal

AEP

Apresentação

Breve Historial

Estatutos

Orgãos Sociais 2017 - 2020

Organograma

CSA  -  Conselho Superior
 Associativo

Inscrição em Eventos

Biblioteca AEP On-line

Newsletters AEP

Subscrever Newsletters AEP

Publicações AEP

Recursos Humanos

AEPortugal

SÓCIOS

Admissão

Actualização de Dados

548.000 Maiores Empresas

Económico Digital

CONTACTOS

AEPortugal

FUNDAÇÃO AEP

APCER

CESAE
Católica Porto Business  School
Exponor
Exponor - Brasil
Formação PME
IDIT
Parque - Invest
 
 

 

 

   

 

     Logo facebook

 

 

A E Portugal : notícias
 

notícias - feiras

Export Home Angola ultrapassou todos os objectivos dos Organizadores e dos Expositores

 

Primeira feira da Exponor em Luanda


A primeira edição da Export Home Angola - Feira de Mobiliário, Artigos Decorativos para Casa e Hotelaria, Iluminação e Têxteis-Lar, que terminou no dia 2 de Agosto, em Luanda, “ultrapassou todos os objectivos” tanto dos organizadores como dos expositores, dos quais 90% eram portugueses.

“Globalmente, fizeram-se mais negócios e de maior valor do que aqueles que a generalidade dos expositores estava à espera”, realçou Paulo Nunes de Almeida, Vice-Presidente da AEP - Associação Empresarial de Portugal, que acompanhou, no terreno, a primeira feira que a participada da instituição especializada no negócio, a Exponor, organizou naquele país africano.

O certame reuniu 83 expositores (76 portugueses e sete angolanos) e deverá ter sido visitado, pelas primeiras estimativas da organização, por mais de 10 mil pessoas.

“Apesar de ser uma feira temática e pensada, sobretudo, para o visitante profissional, um formato ainda relativamente novo em Angola, confirmou-se que há procura para a oferta de qualidade e que as empresas portuguesas que apostaram nesta estreia da Export Home Angola retiraram já dividendos da sua presença ou saem daqui com sólidas perspectivas de vir a fazer bons negócios, quer implantando-se directamente, com representações comerciais próprias, quer através de parcerias com agentes locais”, sintetiza, em jeito de balanço, o dirigente da AEP, que confirmou a realização da segunda Export Home Angola em 2010.

O certame foi o primeiro resultado concreto do protocolo de cooperação que, em Fevereiro passado, a AEP celebrou com a Feira Internacional de Luanda (FIL). “ Este ano organizaremos mais uma feira e no próximo ano temos nos nossos objectivos a realização de mais 5 feiras”, realçou Paulo Nunes de Almeida.

Para além dos responsáveis da FIL, as autoridades angolanas “avaliam como muito importante esta colaboração, pelo seu impacto económico imediato e pela transferência de know how que lhe está subjacente”, assinalou o Vice-Presidente da AEP. Isto mesmo foi sublinhado na cerimónia de inauguração da edição de estreia da primeira feira angolana temática dedicada ao mobiliário e decoração, a 30 de Julho, tanto pelo Ministro do Urbanismo e Habitação como pelo Vice-Ministro da Indústria do Governo de Angola, José Ferreira e Kiala Gabriel, respectivamente.

Por outro lado, e por se tratar de uma iniciativa que se enquadra na estratégia de reforço da capacidade de internacionalização das empresas portuguesas, em especial das PME de sectores com potencial exportador, o Governo português fez-se representar pelo Secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, Fernando Serrasqueiro.

Dentro dos mesmos propósitos e para “consolidar o papel” da Exponor na dinamização do negócio das feiras naquele país africano, o Vice-Presidente da AEP aproveitou a sua deslocação a Luanda para assinar um acordo de cooperação com o Banco de Fomento de Angola.

Paulo Nunes de Almeida manteve também vários contactos com o Conselho de Administração da FIL, que deverá firmar em breve com a AEP um segundo convénio de cooperação. Desta feita, está em causa o apoio da Exponor e o aconselhamento da associação empresarial portuguesa à construção do novo parque de feiras e exposições da capital angolana, projecto da ordem dos 220 milhões de euros que deverá arrancar no próximo ano.

Depois da Export Home Angola, a Exponor promove na FIL, entre 19 e 22 de Novembro próximo, as réplicas africanas de três outros formatos do seu portefólio, reunindo num só certame produtores de máquinas-ferramenta e acessórios para indústria (EMAF), de máquinas para trabalhar madeira (FIMAP) e de produtos eléctricos e electrónicos (SIEEL).


A E Portugal : Informação de Rodapé

Design por: www.designarte.pt

Desenvolvido por CESAE: www.cesae.pt

Webmaster: dti@mail.cesae.pt